Informação

Um estúdio de 18 m2 reformado pela arquiteta Géraldine Laferté

Um estúdio de 18 m2 reformado pela arquiteta Géraldine Laferté

Renovando e adaptando um antigo galpão de concierge em um estúdio prático e funcional, esse é o desafio lançado pela arquiteta Géraldine Laferté. Espaço na cozinha, área de jantar, quarto e sala de jantar, não falta nada neste pequeno estúdio bem pensado que otimiza o espaço multiplicando móveis retráteis e modulares. Descoberta em fotos!

Uma dupla de duas cores bem-sucedida


Stéphane Déroussent Na área da cozinha, a bancada de madeira é aprimorada por móveis imaculados. Este contraste agradável realça a essência da madeira enquanto areja o espaço e traz um toque de design. À esquerda, a parede preta esconde um bonito banheiro elevado de 80 cm, sob o qual foram instalados o aquecedor de água e a máquina de lavar.

Uma "mesa" tão decorativa quanto possível


Stéphane Déroussent Projetado com o espírito prático e a precisão exigidos pelos arranjos de barcos, motorhomes e vagões-cama do passado, o apartamento é um lugar de destaque para móveis e armazenamento inteligentes. Aqui, esta bonita imagem de parede de madeira, cercada por um belo papel de parede, é na verdade uma mesa dobrável em carvalho maciço equipada com duas dobradiças grandes. O padrão do revestimento de parede, estilizado e gráfico, em esbranquiçado destaca-se contra um fundo verde-acinzentado. Um contraste muito agradável para este papel de parede contemporâneo e de design que aprimora os móveis ao redor.

Fundamentos funcionais


Stéphane Déroussent Quando você mora em uma área pequena, às vezes é difícil estruturar o espaço e encontrar dicas para organizá-lo adequadamente. Para a área da cozinha, Géraldine Laferté imaginou três módulos alinhados na parte inferior que se separam para formar belos assentos com linhas robustas. Versáteis e modulares, adaptam-se facilmente às necessidades de armazenamento, essenciais nesse espaço, pois também atuam como baús.

Uma área de escritório bem pensada!


Stéphane Déroussent Nada foi esquecido neste espaço em que o arquiteto teve a engenhosa idéia de colocar uma pequena mesa dobrável na parede de armazenamento. Articulado graças a um rack e mantido horizontalmente por uma corrente, ele será usado de acordo com os desejos e necessidades de cada um.

Um sofá cheio de idéias


Stéphane Déroussent Quando você mora em um pequeno estúdio, cada centímetro conta. Portanto, é essencial usar astúcia para aumentar o espaço, sem descurar os móveis e acessórios essenciais de nossas vidas diárias. Para fazer isso, o arquiteto imaginou um sofá dois em um composto por dois assentos cúbicos e uma mesa de café pórtico que desliza sob a estrutura de gesso da cama. Uma dica que economiza espaço!

Uma palavra-chave: modularidade


Stéphane Déroussent Transformando, otimizando e reinventando um espaço, é o credo de Géraldine Laferté que sabia tirar proveito da altura do teto alto para criar uma parede de armazenamento misto, aberto e fechado. Acima do sofá, contra a parede, um painel grande esconde a cama. Durante o dia, a cama é armazenada na parede em tomadas, deixando o campo livre para todos os arranjos possíveis. À noite, manualmente, abaixamos a plataforma móvel sem precisar mover os móveis.

Uma escala muito refinada


Stéphane Déroussent Sober e refinada, uma simples escada de madeira fornece acesso à área de dormir. Uma busca constante pela simplicidade e elegância, que enfatiza o desejo de chegar ao ponto.

Uma cabeceira ultra prática


Stéphane Déroussent Como cabeceira, duas portas deslizantes de madeira escondem um baú de armazenamento no qual os travesseiros podem ser integrados quando chegar o dia.

Um espaço bem equipado


Stéphane Déroussent Ter tudo à mão é essencial quando você mora em uma área pequena. Para atender a todos os desejos de conforto e funcionalidade, Géraldine Laferté imaginou vários espaços de armazenamento altos e baixos, o que permite a otimização ideal dos volumes.