Em detalhe

Conselho do arquiteto: as regras de conforto e segurança no nível elétrico

Conselho do arquiteto: as regras de conforto e segurança no nível elétrico

A grande maioria dos acidentes cotidianos ocorre dentro de casa. E entre as principais famílias de riscos estão os acidentes relacionados à eletricidade. Silencioso, sem odores, riscos elétricos não são detectáveis. O equipamento elétrico em nosso interior deve, portanto, cumprir regras estritas, tanto em termos de segurança quanto de conforto.

Eletricidade: as regras de segurança e conforto na cozinha


Angélique BLANC A instalação elétrica da cozinha é complexa porque deve atender a muitas restrições devido ao grande número de aparelhos a serem instalados e à proximidade da água. Nesta cozinha, seis tomadas foram colocadas. Os regulamentos impõem seis, incluindo quatro acima da superfície de trabalho, para que cada dispositivo usado diariamente tenha sua própria tomada. Eles são instalados a pelo menos 8 cm da superfície de trabalho (8 a 25 cm) e sua instalação é estritamente proibida acima da pia e da placa de fogão (exceto a que fornece o exaustor, posicionada a 1,80 m do chão). Em seguida, vêm os soquetes específicos (lava-louças, forno, etc.), constituindo um circuito elétrico denso e intenso, que deve ser protegido por um interruptor diferencial de 30 A. Finalmente, a iluminação desta cozinha de 3,25 mx 2,95 m deverá ser adaptada para ser confortável. Dois pontos de luz no teto fornecerão iluminação geral, e a iluminação acima das placas e uma acima da pia fornecerá iluminação adicional e auxiliar. Para maior conforto, interruptores bidirecionais são colocados nos pontos de acesso da sala.

Eletricidade: regras de segurança e conforto na sala de estar


Angélique BLANC O centro da vida familiar, o espetáculo merece atenção especial em sua instalação elétrica. E, novamente, os padrões devem ser respeitados. Existem pelo menos cinco soquetes (posicionados a pelo menos 5 cm do chão) para evitar o uso de soquetes múltiplos e quatro soquetes por seção de 4 m2. Nesta sala de 30,57 m2, oito tomadas foram instaladas nos arredores. E três soquetes RJ 45 (soquetes de rede) foram colocados próximos ao acesso multimídia (telefonia, Internet, etc.). A iluminação é geral e pontual. É composto por três pontos de luz no teto, conectados a interruptores bidirecionais posicionados entre 0,90 me 1,30 m do chão. O padrão exige a instalação de pelo menos um ponto de iluminação no teto, mas se isso não for possível, ele tolera dois pontos de luz nas arandelas. Um ponto de luz utilitário também é colocado acima da mesa. Outro, mais decorativo e atmosférico, é colocado na penteadeira. Finalmente, uma última luz, direcional para maior conforto e equipada com um dimmer, é colocada perto do canto da leitura.

Eletricidade: as regras de segurança e conforto no banheiro


Angélique BLANC Não é segredo que água e eletricidade realmente não se misturam! A presença de água, mas também de umidade, pode causar perigos muito grandes se os padrões não forem respeitados. A legislação divide as áreas do banheiro em quatro volumes. O volume 0 inclui a banheira ou o chuveiro e, estritamente, nenhum dispositivo elétrico pode ser instalado lá. No volume 1, que inclui uma altura de 2,25 m do solo, a iluminação de 12V será suportada, mas seu transformador deve ser instalado nos volumes 2 ou 3. O volume 2 é a área localizada a menos de 60 cm da banheira e menos de 3 m de altura; pode receber iluminação de baixa tensão. Neste banheiro de 3,28 mx 3,10 m, a superfície permite não correr riscos e instalar aparelhos elétricos no volume 3, onde qualquer aparelho classe I (lavadora de roupas por exemplo) ou II é admitiu. A máquina de lavar roupa não pode, em nenhum caso, ser instalada nos volumes 1 e 2.